Não é fácil abordar a vida de uma pessoa em duas horas. Aqui, a tarefa é ainda mais complexa: David Bowie não viveu apenas uma vida. Ziggy Stardust, Aladdin Sane, Major Tom, Thin White Duke, Bowie, gay, hétero, bissexual, homem, mulher. Todos esses são protagonistas em Moonage Daydream, documentário experimental dirigido, escrito e produzido por Brett Morgen.

Com o intuito de ser excêntrico e esotérico como seu personagem principal, a obra não se encaixa como um documentário regular. Morgen utiliza as diversas imagens de concertos – algumas inéditas – em conjunto com colagens caleidoscópicas e falas de Bowie para retratar o momento que o músico estava atravessando. O resultado é um festival sinestésico, em que o emprego do IMAX é colocado à prova.

Morgen quer que o espectador sinta algo. Não há necessariamente uma narrativa, embora haja linearidade na forma que a história é contada. O diretor de Cobain: Montage of Heck (2015), em diversos pontos do filme, pega na mão do espectador e o leva para um show de David Bowie para, na sequência, contar um pouco sobre o contexto da apresentação ou sobre o músico. Mais do que isso, ele deixa Bowie revelar quem é Bowie.

“Eu era um budista na terça e lia Nietzsche na sexta”, diz o cantor sobre si. A personalidade camaleão de Bowie perpassa os 140 minutos do documentário. O artista não só aceitava as mudanças como as celebrava. O Duque não se curvava ao que era popular. Pelo contrário, o popular que chegava até o artista, cuja teimosia fez com que “eles gostassem do que eu gosto”.

Não há nenhum convidado falando com a câmera. Não há nenhuma explicação póstuma em letras garrafais do que aconteceu com o músico. Não há nenhum clichê na história de David Bowie. E é justamente isso que a obra captura.

Para quem gosta das músicas, há uma ótima curadoria do catálogo do cantor, juntamente com a excelente edição de som – mais uma vez reforçando a escolha pelo IMAX. Não apenas as músicas, mas também o próprio som, são personagens da obra. Já os que buscam algo a mais sobre a vida de Bowie ou até mesmo conselhos de vida, há espaço também. Mais do que nunca, David Bowie é visto despido e em paz.

Assista ao trailer

Moonage Daydream

5

5.0/5
Escrito por

Alberto Fanck

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.