Com elenco recheado e muitas referências da cultura pop cinematográfica, Me Tira da Mira acompanha o sucesso das séries policiais que misturam comédia e ação, como a americana Brooklyn Nine-Nine. O filme traz um humor estilo pastelão muito característico do cinema brasileiro, intercalando cenas de ação surpreendentemente bem feitas com momentos de alívio cômico.

Cleo Pires interpreta Roberta, uma policial durona que está determinada a solucionar o misterioso caso da morte da atriz Antuérpia Fox (Vera Fisher). Em entrevista ao Acabou em Pizza, Cleo disse que se identificou muito com a personagem: “Ela é muito voluntariosa, assim como eu”.

Confira a entrevista completa:

Em sua estreia como produtora, Cleo trouxe sua família para atuar na trama com ela: Fábio Jr. e Fiuk também fazem parte do elenco. É a primeira vez que os três atuam juntos em uma produção, e a combinação parece dar certo. Fábio Jr. está muito bem no papel de delegado da Polícia Federal e pai de Roberta; já Fiuk impressiona pouco como ator, mas entrega o suficiente para um romance secundário na história. 

O elenco, aliás, é impressionante. Além dos três, também estão presentes algumas figuras renomadas, como Stênio Garcia, Maria Gladys, Julia Rebelho e Cris Viana. Outro diferencial do elenco é a presença de influencers populares nas redes sociais, como Gkay e Viih Tube

Mesmo assim, esse filme é a prova de que nem um elenco de peso sustenta um roteiro fraco. A história se desenvolve rapidamente, talvez justamente para que não se preste muita atenção nos buracos da trama, mas o excesso de piadas e momentos clichês de humor esculachado cansam o espectador. E mais: algumas das piadas nem chegam a ser engraçadas, e mais parecem brincadeiras internas, como as referências a músicas de Fábio Jr. e a fala: “Esse menino poderia ser meu filho”, dita para o personagem de Fiuk. Esse tipo de humor poderia funcionar se fosse mais sutil, mas o roteiro está inchado demais com eles. 

Um elogio precisa ser feito para o diretor, Hsu Chien, pelas cenas de ação, que são bem dirigidas, não exageram nos efeitos especiais e impedem que o filme fique chato demais. E elas também foram as favoritas de Cleo Pires: “Foram as cenas mais difíceis, mas também as que mais gostei de fazer”, disse ela. Sabe aquela clássica sensação de vergonha alheia ao assistir cenas de ação de filmes ou novelas brasileiras? A produção não pecou nesse quesito. 

Me Tira da Mira é um filme divertido, que gera boas risadas, mas com tamanho elenco e produção, era de se esperar um roteiro mais interessante, com menos clichês – especialmente no gênero da comédia.

Assista ao trailer:

Escrito por

Deborah Mabilde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.