Críticas Séries

Em “Uncoupled”, Neil Patrick Harris lida com o coração partido e aprende a ser solteiro; leia a crítica

Em “Uncoupled”, Neil Patrick Harris lida com o coração partido e aprende a ser solteiro; leia a crítica

A nova série da Netflix estrelada por Neil Patrick Harris é uma versão voltada (ainda mais) aos gays de Sex and The City. Além de ser focada na vida amorosa de um grupo de amigos e ter Nova York como pano de fundo, as duas obras são criações de Darren Star.

Uncoupled aborda a história de Michael, dispensado pelo namorado Colin (Tuc Watkins) depois de 17 anos juntos. O protagonista precisa se redescobrir como um homem gay nos quarenta e poucos e a tarefa não é fácil, pois o mundo da pegação está bem diferente. A premissa gera momentos divertidos envolvendo aplicativos como o Grindr. Só que antes mesmo de se jogar nessas novas experiências, Michael precisa lidar com seu coração partido. Para isso, ele conta com o apoio de seus amigos: Suzanne (Tisha Campbell-Martin), agente imobiliária e colega de Michael, Stanley (Brooks Ashmanskas), dono de uma galeria de arte, e Billy (Emerson Brooks), uma personalidade da televisão. A química dos quatro amigos funciona bem, tanto quando estão em grupo como em interações em dupla ou trio.

Divulgação

A trama de Uncoupled é contada de forma leve e cativante, mesclando os momentos cômicos com aqueles mais emocionantes — existe uma cena com Sam Smith na trilha sonora que me fez procurar pelos lencinhos. O talentoso Patrick Harris consegue entregar as diferentes facetas do personagem sem dificuldades. Michael é um homem com seus defeitos, mas possui boas intenções. Outro destaque do elenco é Tisha Campbell-Martin, a eterna Janet de Eu, a patroa e as crianças. Sua personagem funciona quase que como uma segunda protagonista, com sua personalidade bem definida e subtramas que não dependem da história de Michael. Assim, a série mostra que tem fôlego para ir longe e não precisa dar voltas na temática de término de relacionamento.

Curtinha, ao longo de oito episódios de meia hora, a nova comédia romântica do streaming oferece um entretenimento simples, mas cativante. É a pedida perfeita para quem gosta de fazer mini maratonas. Ainda não existe confirmação de renovação para uma segunda temporada, mas a série oferece todos os elementos para deixar seu espectador esperando por mais.


Este texto é uma parceria do Acabou em Pizza com o projeto Pipocainan, criado e coordenado pelo jornalista Cainan Silva.

Uncoupled

2.95

3.0/5
Escrito por

Cainan Silva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.