Roland Emmerich já destruiu o planeta algumas vezes. Seja por ameaça alienígena, mudanças climáticas ou previsões do povo maia, seus filmes apresentam cenários igualmente épicos e avassaladores. Com Moonfall – Ameaça Lunar não é diferente.

Acompanhamos Brian Harper (Patrick Wilson), um astronauta desacreditado após relatar atividades irregulares durante uma missão com sua parceira Jo Fowler (Halle Berry). Dez anos após a missão, o conspiracionista KC Houseman (John Bradley) descobre que a lua saiu de órbita, iniciando uma contagem regressiva para o fim do mundo.

Roland Emmerich não faz esforços para evitar diálogos clichês e personagens caricatos. O cenário catastrófico conta com ondas gigantes, prédios sendo destruídos, vulcões entrando em erupção e por aí vai. O que não poderia faltar, também, é a veia patriótica do diretor, que costura-se na tênue linha de admiração e sátira do comportamento americano – vide o resgate do pouso na lua e as saudações a Elon Musk (empresário e CEO da Tesla Motors).

Ainda assim, há um triunfo no roteiro de Emmerich, Harald Kloser e Spencer Cohen. Em meio a toda sua previsibilidade, Moonfall consegue alterar sua dinâmica no terceiro ato, incorporando elementos de ficção científica pouco presentes nos trabalhos passados do diretor.

Não há, no entanto, uma busca por explicações – ou, pior, um didatismo para com o espectador. Em vez disso, o filme utiliza-se da nova situação para divertir e entreter sem preocupações com a verossimilhança. É esse desprendimento da realidade, totalmente consciente e aliado à boa tensão criada, que faz de Moonfall um potencial sucesso de bilheterias.

Vale ressaltar que o avanço tecnológico permite um maior dinamismo nas cenas de ação, contribuindo para a tensão que o diretor tanto almejou para o longa. Seja o reflexo prateado da lua na escuridão ou os destroços alaranjados atingindo os alpes do Colorado, a grandiosidade do filme adquire uma dimensão impressionante e imersiva.

Moonfall não é a reinvenção da roda e muito menos tem essa intenção. Depois de destruir o mundo com desastres naturais, Emmerich retorna à ficção científica de base com um estudo da contemplação, amparado no revisionismo histórico e na subversão de conhecimentos básicos. Um pequeno passo para o homem…

Assista ao trailer

Moonfall - Ameaça Lunas
3

3.0/5
Escrito por

Alberto Fanck

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.